Elora, a princesa das fadas

Sabe aqueles conselhos todos para novos escritores? Aqueles que existem em dúzias pela internet, tipo conheça seu público, defina seu tema, planeje sua história? Então… não sigo nenhum. Pensa numa escritora relapsa. Euzinha! ✋ E não é por genialidade ou qualquer outro nobre motivo, é por incapacidade mesmo. A Mulher do Tempo é um ótimo exemplo.

A história toda começa com duas frases e uma imagem. “O rapaz deixou o café a seu lado. Entretida com o noticiário na TV Brenda só reparou uns minutos mais tarde.” Na minha cabeça a menina tem existência factual. A cafeteria em que está, o garçom que se aproxima e sai sem deixar vestígios. Até o cheiro do café era sólido na minha imaginação. Mas não tinha nada além disso. Eu não conseguia pensar em nada além de uma menina sozinha em uma cafeteria. Percebe? Roteiro zero, planejamento zero.

Anúncios
Padrão

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.