Uma revolução chamada Wonderclub

Logo

Muitos escritores são muito bem remunerados por essa tarefa. Então por que as escritoras lésbicas não são?

Quando me sondaram sobre a possibilidade de participar de uma plataforma exclusiva para publicação de literatura lésbica achei a ideia sensacional. O conceito de clube de assinatura vem se difundindo aqui e ali. Um clube de assinaturas para literatura lésbica? Uau, isso nos coloca na vanguarda do movimento literário, pensei. E pulei dentro.

A proposta do Wonderclub é muito simples: reunir em um só lugar escritoras e leitoras de literatura lésbica. O grande diferencial que a plataforma oferece é a atualização frequente de textos e a garantia de que nenhuma história ficará incompleta. As autoras, ao se filiarem ao Wonderclub, assumem o compromisso de não interromper a publicação, além de se comprometerem a atualizar cada uma de suas histórias ao menos uma vez por semana.

O conceito de clube de assinatura começou a se espalhar pelo Brasil no início de 2011 como uma forma de oferecer serviços diferenciados a um público seleto e exclusivo. A proposta das idealizadoras do Wonderclub é oferecer conteúdo de qualidade por um preço justo para suas leitoras, e uma remuneração adequada a suas autoras, num formato em que todo mundo ganha. Como elas enfatizam no blog do portal: “escrever é uma atividade que exige vocação, talento, paixão, obstinação, muita dedicação e muitos outros predicados. São horas, dias ou até mesmo meses que os escritores doam de suas vidas para que possamos rir, chorar, viver e sonhar com uma história que muitas vezes não podemos viver. Isso sem contar do sentimento que eles nos doam. Muitos escritores são muito bem remunerados por essa tarefa. Então por que as escritoras lésbicas não são?”

Já de partida disponibilizei TheoDora e Outras Mulheres na íntegra, além de iniciar as postagens de um romance exclusivo para a plataforma, Wird – A Runa do Destino. E isso é só o início: na sequência de Wird entrará Dona Veridiana, texto que escrevi há dez anos e que permanece inédito. E vale ressaltar que nem Wird nem Dona Veridiana serão publicados em livros ou eBooks. Você só poderá encontrá-los no Wonderclub 🙂

A tônica da plataforma é exatamente essa: uma grande oferta de conteúdos exclusivos, que não serão encontrados gratuitamente em nenhum lugar. O pequeno valor da assinatura mensal é muito menor do que se gastaria para adquirir o mesmo conteúdo em eBooks, por exemplo.

Existem outros clubes de assinatura voltados à Literatura, e as iniciativas estão trazendo ótimos resultados a todos os envolvidos. Meu desejo – que, tenho certeza, é o mesmo de toda a equipe do Wonderclub – é que o mesmo ocorra com a Literatura Lésbica, aumentando a visibilidade do gênero e dando-lhe um peso maior no mercado editorial brasileiro. Afinal, somos milhares de leitoras e escritoras e tudo o que queremos é ocupar um espaço que é nosso por direito. Creio que não estamos pedindo muito, estamos?

É por isso que o Wonderclub é pago, para remunerar nossas escritoras, para pagar as despesas do Wonderclub e para proporcionar momentos cada vez melhores para nossas leitoras por um valor quase simbólico!

DR4MidiaAlmostInvisiblePQ

Anúncios
Padrão

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.